Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Ex-autarca de Vale de Cambra condenado a pena de prisão suspensa de 1 ano e 2 meses

O antigo presidente de Câmara terá ainda de pagar 1500 euros aos bombeiros de Vale de Cambra.
Paulo Jorge Duarte 28 de Fevereiro de 2019 às 16:02
Ex-autarca de Vale de Cambra
Ex-autarca de Vale de Cambra
Ex-autarca de Vale de Cambra
Ex-autarca de Vale de Cambra
Ex-autarca de Vale de Cambra
Ex-autarca de Vale de Cambra
Ex-autarca de Vale de Cambra
Ex-autarca de Vale de Cambra
Ex-autarca de Vale de Cambra
O ex-presidente da Câmara municipal de Vale de Cambra, José Bastos, foi julgado e condenado a uma pena de prisão de um ano e dois meses suspensa pelo tribunal da Feira num processo relacionado com a venda de um terreno da autarquia a uma empresa em o autarca era sócio.

Neste mesmo processo, José Bastos foi julgado por causa da construção de infraestruturas nesse mesmo terreno, quando ainda não era seu, e ter feito, sem autorização da Câmara, a abertura de uma vala e colocação de um tubo, para canalizar água para a sua própria casa.

Estas acusações estavam enquadradas nos crimes de peculato, abuso de poder e peculato de uso.

Nestes crimes, o tribunal absolveu o arguido. Os factos ocorreram entre 2008 e 2011, durante o tempo em José Bastos foi presidente da Câmara de Vale de Cambra, no distrito de Aveiro.

A denúncia foi feita pelo vogal do CDS na assembleia municipal Albano Braga.

O antigo presidente de Câmara terá ainda de pagar 1500 euros aos bombeiros de Vale de Cambra.
Feira Vale de Cambra presidente de Câmara política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)