Ex-autarca de Vale de Cambra condenado a pena de prisão suspensa de 1 ano e 2 meses

O antigo presidente de Câmara terá ainda de pagar 1500 euros aos bombeiros de Vale de Cambra.
Por Paulo Jorge Duarte|28.02.19
O ex-presidente da Câmara municipal de Vale de Cambra, José Bastos, foi julgado e condenado a uma pena de prisão de um ano e dois meses suspensa pelo tribunal da Feira num processo relacionado com a venda de um terreno da autarquia a uma empresa em o autarca era sócio.

Neste mesmo processo, José Bastos foi julgado por causa da construção de infraestruturas nesse mesmo terreno, quando ainda não era seu, e ter feito, sem autorização da Câmara, a abertura de uma vala e colocação de um tubo, para canalizar água para a sua própria casa.

Estas acusações estavam enquadradas nos crimes de peculato, abuso de poder e peculato de uso.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!