Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Ex-bancária confessa burla: "Não tinha um tostão para os meus filhos"

Mulher estava acusada de desviar 54 mil euros de contas de clientes da CGD.
P.G. 10 de Maio de 2019 às 08:39
Tribunal de Coimbra
Tribunal de Coimbra
 Caixa Geral de Depósitos
Tribunal de Coimbra
Tribunal de Coimbra
 Caixa Geral de Depósitos
Tribunal de Coimbra
Tribunal de Coimbra
 Caixa Geral de Depósitos
"Não tinha um tostão para dar de comer aos meus filhos. Tinha um conjunto de dívidas, um bebé acabado de nascer e entrei em desespero".

O relato foi apresentado esta quinta-feira, no Tribunal de Coimbra, por uma ex-bancária, de 43 anos, acusada de desviar 54 mil euros de contas de clientes da Caixa Geral de Depósitos da Figueira da Foz.

A arguida confessou os factos e disse que estava desesperada.

Tudo aconteceu, segundo referiu, depois de o marido se ter separado dela quando ainda estava grávida do segundo filho, tendo ficado a seu cargo com as dívidas contraídas quando viviam juntos. Os factos ocorreram em 2011 e 2012.

Os clientes lesados foram sobretudo familiares e amigos.
Tribunal de Coimbra Caixa Geral de Depósitos da Figueira da Foz crime lei e justiça polícia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)