Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

EX-COMBATENTES IMPACIENTES

Os ex-combatentes do Ultramar aproveitaram o Dia do Combatente, hoje, para se concentrarem e manifestarem publicamente as suas críticas ao Estado. No marcha em Lisboa, entre Belém e o Ministério da Defesa, os ex-combatentes gritaram a sua impaciência, sem contemplações para com o ministro Paulo Portas.
20 de Outubro de 2002 às 17:13
“Portas fechadas para os ex-combatentes”. Este era um dos slogans inscritos nos cartazes da manifestação. As queixas são as de sempre, mas a indignação é acrescida com o facto de os ex-combatentes terem colocado muitas esperanças em Paulo Portas, que agora sentem terem sido defraudadas.

Reagindo às críticas, esta tarde, Paulo Portas limitou-se a declarar que os serviços ministeriais de apoio ao ex-combatente estão bem mais reforçados, por forma a garantir o total recenseamento destes. O ministro deu exemplos: “Quando chegámos ao governo” havia um posto de atendimento para o ex-combatentes, hoje há mais de cem. Havia quatro funcionários no departamento, hoje há 50. O processamento da burocracia era manual, hoje é informático.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)