Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

'Ex' de futebolista faz queixa de agressão

Antigo guarda-redes do Benfica e jogador do Estoril acusado de violência doméstica.
9 de Junho de 2018 às 09:40
Thierry Graça
Marcas de agressões
Marcas de agressões
Marcas de agressões
Thierry Graça
Thierry Graça
Marcas de agressões
Marcas de agressões
Marcas de agressões
Thierry Graça
Thierry Graça
Marcas de agressões
Marcas de agressões
Marcas de agressões
Thierry Graça
"Tapou-me a boca com uma das mãos para não gritar, com a outra espancou-me. Apertou-me o pescoço, deu-me murros na cara e no corpo."

O relato é de Ana (nome fictício), ex-companheira e com uma filha em comum do guarda-redes cabo-verdiano Thierry Graça, de 23 anos, que já alinhou pelo Benfica e atualmente é futebolista do Estoril Praia. Segundo a queixa formalizada à PSP, a jovem acusa o 'ex' de violência doméstica; a agressão ocorreu na sequência de uma festa de aniversário no Seixal, de amigos do ex-casal, na noite de sábado.

As autoridades foram chamadas ao local e a jovem foi levada pelos agentes para a esquadra, onde fez queixa, e de seguida foi transportada para o hospital para ser assistida e para serem feitas perícias médicas. Sofreu vários hematomas e arranhões.

Segundo a jovem, de 23 anos, as agressões começaram no elevador do prédio onde estavam, porque o jogador "começou a implicar", e continuaram já na rua. Só pararam porque um morador do prédio ouviu a vítima gritar por socorro e exigiu ao agressor que parasse.

Thierry Graça nega todos os crimes. "Não agredi ninguém, não houve violência, só discutimos", disse o guarda-redes do Estoril ao CM. Ana diz que já tinha feito anteriormente duas queixas por violência doméstica.

"Não foi a primeira vez. Ao longo da nossa relação, que durou alguns anos, e depois de terminarmos, ele agrediu-me várias vezes. Agora tenho ainda mais medo porque ele foi ficando mais violento", contou a jovem ao CM.

PORMENORES
Estoril e Benfica
O suspeito tem contrato no Estoril Praia até 2020; antes disso, em 2016, passou pelos norte- -americanos do Orlando City e entre 2013 e 2015 foi jogador do Sport Lisboa e Benfica.

Mais agressões
Segundo a jovem contou ao Correio da Manhã, o ex-companheiro também agrediu várias vezes uma ex- -namorada, que nunca denunciou os crimes às autoridades, "por gostar do agressor".

Hospital
A jovem foi transportada de ambulância da esquadra para o Hospital Garcia de Orta, em Almada, pelos bombeiros e foi assistida por médicos que elaboraram um relatório para a polícia.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)