Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Ex-diretor da PJ militar desmente memorando de Vasco Brazão

Coronel Luís Vieira nega ter conhecimento do documento que o major Vasco Brazão diz ter entregado a Azeredo Lopes.
12 de Outubro de 2018 às 11:09
Coronel Luís Vieira, diretor da Polícia Judiciária Militar, no momento em que foi detido, no Restelo, terça-feira
PJ
Major Vasco Brazão, da PJ Militar, é uma figura central do processo porque pode comprometer o ministro da Defesa
Vasco Brazão, Tancos, Instrução Criminal
Major Vasco Brazão
Coronel Luís Vieira, diretor da Polícia Judiciária Militar, no momento em que foi detido, no Restelo, terça-feira
PJ
Major Vasco Brazão, da PJ Militar, é uma figura central do processo porque pode comprometer o ministro da Defesa
Vasco Brazão, Tancos, Instrução Criminal
Major Vasco Brazão
Coronel Luís Vieira, diretor da Polícia Judiciária Militar, no momento em que foi detido, no Restelo, terça-feira
PJ
Major Vasco Brazão, da PJ Militar, é uma figura central do processo porque pode comprometer o ministro da Defesa
Vasco Brazão, Tancos, Instrução Criminal
Major Vasco Brazão
O coronel Luís Vieira nega ter conhecimento do documento que o major Vasco Brazão diz ter entregado a Azeredo Lopes. O ex-diretor da Polícia Judiciária militar confirma, no entanto, ter tido uma reunião com o Ministério da Defesa, segundo avança o jornal Expresso.
Azeredo Lopes Vasco Brazão Luís Vieira ex-diretor da Polícia Judiciária Ministério da Defesa política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)