Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Ex-governante denuncia "campanha organizada" sobre alegada falta de acesso a medicamentos

Ex-secretário de Estado da Saúde referia-se a notícias divulgadas antes das eleições, em que médicos denunciavam dificuldades no acesso a fármacos na área oncológica.
Lusa 15 de Novembro de 2019 às 10:52
Medicamento
Medicamento FOTO: Pixabay
O ex-secretário de Estado da Saúde Francisco Ramos acusou esta sexta-feira empresas farmacêuticas e responsáveis de organizações médicas de se envolverem numa campanha para "montar alarmismo" sobre a alegada falta de acesso de portugueses a medicamentos inovadores para o cancro.

Na abertura do Fórum do Medicamento, que decorre esta sexta-feira em Lisboa, Francisco Ramos disse que nas vésperas das eleições legislativas de 06 de outubro se assistiu a uma "campanha organizada com a colaboração de empresas e responsáveis de organizações médicas" com o intuito de "montar algum modelo de alarmismo", dando a entender que os portugueses não estavam a ter o melhor acesso aos medicamentos inovadores.

O ex-secretário de Estado da Saúde, que deixou o anterior Governo há cerca de um mês, referia-se a notícias divulgadas antes das eleições em que médicos denunciavam dificuldades no acesso a fármacos inovadores na área oncológica, apontando barreiras à Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed).

Ex-governante Francisco Ramos saúde tratamentos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)