Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Ex-roupeiro do Farense condenado a sete anos

José Alberto Basílio Firmo, conhecido como ‘Estriga’, 57 anos, antigo roupeiro do Sporting Farense, foi ontem condenado a sete anos de prisão pela morte da mulher, Ana Paula, de 48 anos, a 17 de Abril de 2011, na residência do casal, no Bairro do Bom João, em Faro.
7 de Março de 2012 às 01:00
José Alberto Basílio Firmo, conhecido por ‘Estriga’, ouviu ontem o acórdão no Tribunal de Faro
José Alberto Basílio Firmo, conhecido por ‘Estriga’, ouviu ontem o acórdão no Tribunal de Faro FOTO: Luís Costa

O colectivo do Tribunal Judicial de Faro não deu como provado o crime de homicídio qualificado de forma tentada, de que o arguido vinha acusado pelo Ministério Público. ‘Estriga’ foi condenado por homicídio simples, na forma tentada, beneficiando por ser "réu primário e pessoa muito trabalhadora" refere o acórdão.

A juíza, que presidiu ao colectivo, justificou a alteração da acusação por "não haver premeditação" e a faca utilizada no crime, com 19 centímetros de lâmina, por ser de cozinha, não pode ser considerada "uma arma de grande perigosidade".

Ficou provado em tribunal, que ‘Estriga’ esfaqueou a mulher, nas costas, por três vezes, causando-lhe a perfuração dos pulmões. Ana Paula ainda esteve 21 dias internada no Hospital de Santa Marta, em Lisboa, acabando por morrer.

‘Estriga’, roupeiro do Farense durante década e meia, matou a mulher quando tinha ido a casa buscar alguns objectos pessoais. Estava a colocar uma mala na viatura quando a mulher chegou, com a filha de 18 anos. Sem uma palavra, foi à cozinha buscar uma faca e dirigiu-se ao quarto, onde a Ana Paula estava sozinha. Desferiu-lhe três facadas e só parou quando a filha, em socorro da mãe, lhe tirou a faca das mãos.

Roupeiro Farense Condenado Prisão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)