Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Ex-bombeiro agredia a mulher grávida

Homem barricou-se e ameaçou saltar.
João Carlos Rodrigues e Miguel Curado 30 de Novembro de 2015 às 01:00
Pendurou-se numa janela para evitar detenção
Pendurou-se numa janela para evitar detenção FOTO: DR
Um homem de 49 anos destruiu este domingo à tarde um carro da PSP numa situação de violência doméstica. A vítima, uma mulher grávida, tinha chamado a polícia após uma agressão, na habitação do casal, no Fogueteiro, Seixal.

Na altura em que estava à porta do prédio a falar com os agentes, o companheiro, ex-bombeiro, atirou um carrinho de bebé pela janela e uma placa de mármore. Partiu dois vidros do carro-patrulha. A seguir barricou-se e ameaçou saltar. O impasse durou uma hora, altura em que agentes e psicólogos convenceram o homem a entregar-se.

Foi observado na unidade de Psiquiatria do Hospital Garcia de Orta e não ficou detido porque o crime de dano depende de queixa e na violência doméstica não houve flagrante.
PSP Psiquiatria Hospital Garcia de Orta ex-bombeiro barricado
Ver comentários