Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Exigiam 40 mil euros por mês a prostitutas

Prostitutas obrigadas a pagar 40 euros por dia por terreno onde angariavam clientes.
2 de Outubro de 2011 às 01:00
Homens extorquiam dinheiro a prostitutas que recebiam clientes em Lustosa
Homens extorquiam dinheiro a prostitutas que recebiam clientes em Lustosa FOTO: Miguel Veterano Junior

Eram ameaçadas regularmente e agredidas com muita frequência. Por dia, cada uma das 33 prostitutas tinha de entregar 40 euros aos três homens, caso contrário não poderiam permanecer junto à Zona Industrial de Lustosa, em Lousada, para angariar clientes. Só num mês, o trio recebia mais de 40 mil euros. O esquema durou mais de um ano, tendo o grupo sido detido na quinta-feira. Um ficou em prisão preventiva e os dois cúmplices sujeitos a apresentações periódicas.

O grupo era liderado por um homem, de 30 anos, residente em Lousada. Tinha já vários antecedentes criminais e esteve preso por lenocínio. Há cerca de um ano, juntamente com dois cúmplices – um mora em Paços de Ferreira e o outro em Guimarães – decidiu lucrar à custa das ameaças a prostitutas. Todos os dias passavam junto à estrada onde as mulheres procuravam aliciar os condutores e ameaçavam-nas: se não entregassem 40 euros de renda diária eram espancadas e obrigadas a mudar de local.

Amedrontadas, as 33 mulheres iam entregando o dinheiro, que depois era distribuído entre os três homens. O líder ficava sempre com uma parte maior. Em algumas ocasiões, as prostitutas não conseguiram arrecadar a quantia exigida pelos homens e acabaram por ser alvo de violentas agressões. Muitas delas apresentaram queixa às autoridades.

O caso começou a ser investigado há oito meses pelo Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Penafiel. Na quinta-feira passada, os militares fizeram buscas à casa dos detidos e prenderam os três homens.

'REIS DA MATA' EM TRIBUNAL

Os dez arguidos do caso ‘Reis da Mata’, que está agora a ser julgado em tribunal, tinham um esquema em tudo semelhante ao agora descoberto em Lustosa, Lousada. Os ‘Reis da Mata’ exploraram durante pelo menos três anos dinheiro à prostitutas da mata de Albergaria.

Segundo a acusação do MP, os arguidos recebiam diariamente de cada uma das mulheres entre 30 a 50 euros, ou então exigiam cerca de 250 euros semanais. Por cada relação sexual, as prostitutas cobravam 15 euros ao cliente.

Sempre que não tinham dinheiro, eram também agredidas e ameaçadas de morte. Os ‘Reis da Mata’ estão acusados de associação criminosa, lenocínio agravado, roubo, sequestro e também extorsão.

lousada prostitutas sexo dinheiro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)