Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Explosivo à porta de casa de um polícia

Um engenho explosivo rebentou à porta da casa de um agente do Corpo de Intervenção da PSP do Porto. A explosão aconteceu anteontem à noite, na Lixa, Felgueiras, quando o polícia estava a chegar à habitação, apurou ontem o CM. Na altura, reparou na garrafa de plástico com um líquido, mas não lhe deu grande importância, até ter sido surpreendido com um violento estrondo. Verificou depois que a garrafa tinha explodido a cerca de dois metros. O blusão de couro evitou ferimentos.

27 de Outubro de 2008 às 00:57

"Se não estivesse de costas, teria sido atingido no rosto, e se lhe tivesse tocado, ficava sem mãos", contou o agente ao CM. O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária do Porto, que recolheu do local os vestígios do engenho que seria composto por produtos químicos.

O facto de a garrafa explodir precisamente no momento em que o polícia chegou ao local é um mistério que só poderá ser desvendado pelas perícias. A casa está em fase final de construção e o casal está ainda a fazer as mudanças. O agente não tem qualquer suspeita sobre o autor do engenho ou se era o alvo. Tem apenas a certeza de que "era um explosivo muito forte e bem feito".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)