Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Faculdade de Letras do Porto investiga docente acusado por aluna de abuso sexual

Faculdade acrescentou ainda que é a única queixa recebida até agora contra o professor em causa.
Lusa 29 de Abril de 2022 às 16:14
Faculdade de Letras da Universidade do Porto
Faculdade de Letras da Universidade do Porto FOTO: Luís Vieira
A Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) instaurou um procedimento disciplinar a um docente que foi acusado por uma aluna de abuso sexual, imputação que refuta "categoricamente" e apelida de "falsa e medonha".

Em resposta à Lusa, depois do jornal Público noticiar esta sexta-feira que uma aluna terá acusado um docente desta faculdade de a forçar a ter relações sexuais, a instituição revelou que foi contactada pela primeira vez pela estudante a 26 de abril, tendo-lhe disponibilizado apoio para formalizar a denúncia no próprio momento.

"Após a apresentação da queixa, a faculdade tomou de imediato os passos necessários à instauração de um procedimento disciplinar, tendo sido nomeada no próprio dia 26 de abril uma instrutora para o processo", explicou.

E, prosseguiu, em conformidade com as normas legais em vigor (Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas, n.º 35/2014) caberá agora à instrutora "ouvir o participante [a estudante, neste caso], as testemunhas por este indicadas e as mais que julgue necessárias, procedendo a exames e mais diligências que possam esclarecer a verdade".

A faculdade acrescentou ainda que é a única queixa recebida até agora contra o professor em causa.

Contactado pela Lusa, o advogado do docente, Augusto Ínsua Pereira, rejeitou "categoricamente" as acusações.

O docente "nega totalmente qualquer tipo de facto, isto é uma monstruosidade que lhe estão a fazer, é uma situação absolutamente horrível, é medonho", disse.

O causídico adiantou ainda que o professor está disponível para falar com as autoridades "logo que estas queiram", não tendo ainda sido formalmente notificado para tal.

Além disso, a defesa entendeu que o propósito é "prejudicar a vida pessoal, familiar e profissional" do docente.

Letras Porto Faculdade de Letras da Universidade do Porto FLUP Lusa/Fim crime lei e justiça questões sociais
Ver comentários
}