Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Falham assalto e são apanhados

Quatro jovens suspeitos de terem realizado uma tentativa de assalto num café de Penafiel foram ontem detidos pela PJ do Porto. A identidade dos jovens, com idades entre os 20 e 27 anos, foi descoberta através da matrícula do carro que utilizaram para investida ao café Cascata, na segunda-feira à noite, em São Mamede de Recezinhos. Dois dos detidos são irmãos e conhecidos pela alcunha de ‘Diabos’.
31 de Dezembro de 2009 às 00:30
Os quatro jovens foram ontem levados por inspectores da PJ para o Tribunal de Penafiel
Os quatro jovens foram ontem levados por inspectores da PJ para o Tribunal de Penafiel FOTO: Alexandre Panda

Cerca das 22h30, enquanto Maria Soares, proprietária do estabelecimento, estava à porta a conversar com dois clientes, um carro de marca Skoda parou no parque de estacionamento. Do veículo, saiu um homem com o rosto tapado com um cachecol e uma caçadeira em punho.

Em pânico, Maria Soares fugiu para o café, para chamar o marido. "Lá dentro. Lá dentro", gritava o assaltante para os dois clientes, em tom ameaçador. Apesar da ameaça de caçadeira, o casal ficou imobilizado com o medo. O encapuzado ainda repetiu a ordem, mas o casal continuou sem reacção. Entretanto, outro encapuzado saiu do carro para alertar o amigo de que estava a perder muito tempo.

"Eles não entram. Vamos embora. Vamos embora", gritou o segundo homem para o cúmplice, que não demorou a regressar ao veículo.

Os populares ainda foram a tempo de apontar os dados da matrícula do carro, que comunicaram à GNR. Pouco depois, as autoridades localizaram a viatura suspeita em Boelhe, a cerca de dez quilómetros de São Mamede de Recezinhos. Os quatro jovens, que foram detidos na posse de 30 gramas de cocaína e da caçadeira usada na investida, são conhecidos das autoridades por pequenos furtos. Presume-se que este fosse o primeiro assalto à mão armada do grupo.

Presentes ao tribunal de Penafiel, foram libertados com apresentações semanais à GNR.

"GRITEI PELO MEU MARIDO"

"Quando vi a arma, fui logo para dentro do café chamar o meu marido. Estava em pânico e tinha muito medo. O casal ficou cá fora sem se mexer porque nem acreditava. Lá tiveram medo de serem reconhecidos pelos carros que passavam na rua e fugiram, sem nos roubar", contou ao CM Maria da Graça Soares, a proprietária do café Cascata, em São Mamede de Recezinhos.

Perante a imobilidade das vítimas, os assaltantes optaram por fugir. "Eles desligaram as luzes do carro, mas ainda fomos a tempo de ver a matrícula para a comunicar à GNR", explicou a mulher.

O filho da proprietária ainda tentou seguir o rasto dos assaltantes, que acabariam por ser detidos em Boelhe, a freguesia do concelho de Penafiel onde residem.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)