Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Falham furto de posto de transformação em Quarteira

Equipamento com 200 a 300 quilos caiu de carrinha para a estrada e tiveram de furtar empilhadora para o esconder.
Tiago Lima 18 de Junho de 2019 às 11:07
Destroços no local onde o posto de transformação caiu da carrinha
Empilhadora foi usada para esconder o equipamento num terreno
GNR está a investigar o caso
Destroços no local onde o posto de transformação caiu da carrinha
Empilhadora foi usada para esconder o equipamento num terreno
GNR está a investigar o caso
Destroços no local onde o posto de transformação caiu da carrinha
Empilhadora foi usada para esconder o equipamento num terreno
GNR está a investigar o caso
Furtaram um posto de transformação (PT) de alta tensão, num terreno privado, de uma entidade bancária. Mas quando o transportavam, numa carrinha, o equipamento, com um peso entre os 200 e os 300 kg, caiu da viatura, na zona de Quarteira. Furtaram então uma máquina empilhadora, para colocar o PT num terreno junto à estrada e fugiram. A GNR investiga.

"Quando os meus empregados chegaram à obra esta manhã, aperceberam-se de que a máquina [empilhadora] não estava no sítio onde a tinham deixado, e fui imediatamente fazer queixa à GNR. Passado algumas horas, a máquina foi encontrada junto a um aldeamento turístico, em Vilamoura", contou ao CM Hugo Coelho.

"Na estrada onde a máquina estava, foram encontrados alguns destroços e riscos no chão", continua, e "as autoridades detetaram, a poucos metros, o posto de transformação".

O objetivo dos ladrões seria venderem o cobre que está no PT. "O quilo ronda os 15 euros, aquela quantidade de cobre vale milhares", disse ao CM fonte próxima da investigação. As autoridades estranham que a situação não tenha sido testemunhada pois a zona onde aconteceu (na Estrada da SIC) é muito movimentada tanto de dia como à noite.

Contactada pelo CM, fonte do Comando Territorial de Faro da GNR confirmou a situação referindo que o PT " foi encontrado num terreno privado", por uma patrulha da GNR e que o caso está a ser investigado.
Ver comentários