Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Falsa fortuna na mala de Porsche

Militares da Brigada Fiscal (BF) da GNR de Lisboa apreenderam anteontem 113 800 dólares em notas falsas, no porta-bagagens de um Porsche. O proprietário da viatura, um empresário de 55 anos, foi detido quando entrava para a viatura, estacionada nas imediações do centro comercial Oeiras Parque.
19 de Novembro de 2005 às 00:00
Vinte e dois maços de notas de 100 dólares e um maço de notas de cinquenta, repartidos em duas malas colocadas no porta-bagagens deste Porsche Boxster. A ‘colheita’ foi grande, mas a patrulha da Brigada Fiscal de Lisboa depressa se apercebeu que a fortuna
Vinte e dois maços de notas de 100 dólares e um maço de notas de cinquenta, repartidos em duas malas colocadas no porta-bagagens deste Porsche Boxster. A ‘colheita’ foi grande, mas a patrulha da Brigada Fiscal de Lisboa depressa se apercebeu que a fortuna FOTO: Vítor Mota
Três militares do Núcleo de Acção e Pesquisa da BF de Lisboa foram os protagonistas da fiscalização. “Em todo o País, a BF fiscaliza viaturas de alta cilindrada, em busca de eventuais fugas aos impostos. O Porsche Boxster foi abrangido por esta política”, disse ao CM fonte ligada ao processo.
Pouco depois da meia-noite de quinta-feira, a patrulha deparou-se com um homem que se preparava para entrar no automóvel de luxo e iniciar marcha. Antes que o fizesse, foi abordado pelos militares da BF.
Depois de ter sido identificado, foi pedido ao indivíduo que abrisse a mala do carro, onde foram encontradas duas malas. Quando os militares as abriram, descobriram dinheiro. Muito dinheiro. Um total de 113 800 dólares, todos falsos.
O empresário, a quem foi também apreendido um revólver, calibre 7,65 mm, garantiu à patrulha que alguém lhe havia colocado as malas no porta-bagagens do carro. Mas de nada lhe valeu. Foi detido.
Presente ao Tribunal de Oeiras ontem de manhã, o suspeito foi libertado mediante o pagamento de uma caução, tendo ainda sido sujeito a apresentações semanais à PSP e proibido de sair do País.
PORMENORES
REVÓLVER
Para além do dinheiro, os militares da Brigada Fiscal da GNR apreenderam ao suspeito um revólver, não legalizado.
PORSCHE
Cinquenta mil euros é em quanto está avaliado o Porsche Boxster apreendido anteontem,
comprado em Agosto de 2005.
INVESTIGAÇÃO
O inquérito foi entregue pela Brigada Fiscal, ao Ministério Público da Comarca de Oeiras, que o deverá agora distribuir à PJ.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)