Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Falta de ortopedistas durante 80 horas no serviço de Urgência do Hospital de Portimão

Está a ser feito o desvio de doentes com traumatismos para outros hospitais até terça-feira às 08h00.
Rui Pando Gomes 3 de Novembro de 2019 às 09:58
A carregar o vídeo ...
Está a ser feito o desvio de doentes com traumatismos para outros hospitais até terça-feira às 08h00.
A falta de médicos ortopedistas no serviço de Urgência do hospital de Portimão está a obrigar ao transporte de todas as vítimas de acidentes ou quedas, que tenham sofrido traumatismos, para o Hospital de Faro ou para outras unidades de saúde do País com esta especialidade.

Segundo o CM conseguiu apurar, o Centro Hospitalar e Universitário do Algarve (CHUA) alertou o INEM e todas as corporações de bombeiros da zona do Barlavento para que as equipas das ambulâncias dos Postos de Emergência Médica que sejam ativadas para ocorrências em que as vítimas sofram traumatismos, devem contactar o Centro de Orientação e Doentes Urgentes (CODU) "para que seja efetuado o encaminhamento tido por conveniente".

O desvio das ambulâncias para outras unidades começou este sábado e irá continuar até terça-feira, às 08h00. Ou seja, a Urgência do hospital de Portimão vai estar sem ortopedista durante 80 horas seguidas.

No Hospital de Faro, entre este sábado ao fim da tarde e segunda-feira de madrugada, há apenas um médico ortopedista de serviço.

O deputado Cristóvão Norte considera que apenas um ortopedista na região é "manifestamente insuficiente para dar resposta às necessidades", lamentando que estas situações sejam "cada vez mais a regra e não a exceção no Algarve".
E considera que "os doentes sentem-se desprotegidos" e que para terem acesso à Saúde "ou têm dinheiro e vão ao privado ou ficam indefesos".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)