Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Família de bombeiros fica ferida

O despiste de uma viatura dos bombeiros de Arraiolos durante o combate ao fogo que lavra desde segunda-feira na Serra D’Ossa, distrito de Évora, não causou por pouco a tragédia a uma família de voluntários daquela corporação.
11 de Agosto de 2006 às 00:00
No veículo, seguiam o chefe Machado, a sua mulher, o filho mais velho do casal, e outros três voluntários, todos feridos ligeiros.
“A viatura pesada de combate a incêndios era conduzida pelo chefe Machado, um homem com mais de 30 anos nos bombeiros, instrutor de condução e com muita experiência”, referiu o comandante da corporação de Arraiolos, Paulo Campos. “O problema é que uma das rodas do veículo pisou uma pedra solta e tombou para o lado direito. Só não acontece a quem não anda aqui.”
Apesar do aparato do acidente, ocorrido ao início da tarde num local ermo da serra, na zona da herdade da Contenda, concelho de Redondo, nenhum dos voluntários que seguia na viatura sofreu ferimentos graves.
“Quatro foram resgatados com ajuda do helicóptero do Serviço de Protecção Civil. Os outros dois saíram do local com ajuda de bombeiros”, acrescentou o comandante.
Gonçalo Padeiro, 19 anos – o mais novo dos acidentados – foi o único que não precisou de cuidados médicos. O chefe José Machado, 46 anos, a sua mulher Jacinta Machado, 45, o filho César Machado, 21, José Beira, 44 anos, e Maria Etelvina Mira, 27, foram todos assistidos no local do acidente por uma enfermeira e por um instrutor dos bombeiros de Estremoz da área da saúde. Posteriormente foram transportados de ambulância e de helicóptero para o Hospital de Évora.
Maria Etelvina ficou sob observação. Os outros quatro tiveram alta médica ao final da tarde. Manuel Carvalho, director-clínico da unidade, confirmou que nenhum dos voluntários apresentava lesões graves.
O fogo na Serra D’Ossa já consumiu mais de cinco mil hectares de floresta em quatro dias. Duas frente activas - reactivadas pelas 21h00 - continuava a dar trabalho aos bombeiros. O plano distrital de emergência foi activado. Pelas 22h30 de ontem os bombeiros estavam a considerar evacuar novamente os moradores da Aldeia da Serra.
Ver comentários