Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Homem faz-se passar por assessor de Marcelo Rebelo de Sousa para tentar burlas

Alexandre Alves Ferreira começa esta segunda-feira a ser julgado, no Campus de Justiça, em Lisboa.
Miguel Curado 8 de Dezembro de 2019 às 09:58
Alexandre Alves Ferreira
Alexandre Alves Ferreira FOTO: Direitos Reservados
Começa esta segunda-feira a ser julgado, no Campus de Justiça, em Lisboa, um homem que se fez passar por assessor do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para tentar fazer duas burlas alegando recolha de fundos para as vítimas dos fogos de Pedrógão.

O arguido, Alexandre Alves Ferreira, telefonou para Manuel Violas, presidente do grupo Solverde. Fazendo-se passar por Duarte Vaz Pinto, assessor de Marcelo, o burlão pediu um donativo de 5 mil euros para uma operação a uma vítima de Pedrógão. 

A segunda vítima foi Leonor Campos, da casa Ermelinda Freitas. Alexandre Alves Ferreira será julgado por sete crimes de abuso de designação e um de falsidade informática.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)