Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Faz trabalho comunitário

Trezentas horas de trabalho comunitário para Carolina Salgado, por difamação a Pinto da Costa, decidiu ontem o Tribunal do Bolhão, no Porto. A antiga companheira do presidente do Futebol Clube do Porto foi punida com dez meses de prisão, que foram substituídos por serviço em prol da comunidade.

23 de Outubro de 2010 às 00:30
Tribunal do Bolhão, no Porto, condenou Carolina Salgado, por difamação a Pinto da Costa
Tribunal do Bolhão, no Porto, condenou Carolina Salgado, por difamação a Pinto da Costa FOTO: José Coelho/Lusa

Tudo resulta de uma entrevista concedida por Carolina Salgado, em 2006, à revista ‘Tabu’, distribuída com o semanário ‘Sol’. Nessa peça, Carolina acusa o dirigente portista de ser o mandante das agressões perpetradas a Ricardo Bexiga, ex-vereador da Câmara de Gondomar, em Janeiro de 2005. A juíza entendeu que a ré tinha "consciência" e "vontade" de imputar o pedido de "contratar uns tipos para eliminar Bexiga". O tribunal considerou ainda que as expressões usadas foram "altamente difamatórias e muito gravosas", ressalvando a ausência de arrependimento ou qualquer pedido de desculpa de Carolina.

Ainda assim, a juíza reconheceu não poder garantir a falsidade das declarações ou que a arguida soubesse que as mesmas seriam falsas.

José Dantas, advogado de Carolina Salgado, admitiu a forte possibilidade de recorrer da decisão de ontem, acrescentando que pretendia ouvir mais uma testemunha (Leonor Pinhão), que terá presenciado uma conversa em que Carolina desautorizou a jornalista que a entrevistou (Felícia Cabrita) de publicar a parte relativa a Ricardo Bexiga. n

Carolina Salgado Porto Pinto da Costa Julgamento
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)