Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

FÉ RESISTE À TEMPERATURA

A onda de calor que atinge o País contribuiu para a diminuição do número dos fiéis presentes nas celebrações da Peregrinação Internacional dedicada aos emigrantes, que terminou ontem, em Fátima.
14 de Agosto de 2003 às 00:00
A imagem da Virgem é retirada do andor no final das celebrações
A imagem da Virgem é retirada do andor no final das celebrações FOTO: Carlos Ferreira
De acordo com a estatística oficial do Santuário, a celebração final registou uma afluência de 70 mil pessoas, quando no ano anterior participaram 120 mil peregrinos.
A temperatura no recinto de oração atingiu os 40 graus, o que levou os peregrinos a procurar as sombras. O reitor do Santuário achou que a assembleia estava “muito dispersa” e pediu para se “juntarem mais”.
O calor contribuiu também para o aumento dos problemas de cansaço, desidratação intensa, queimaduras solares e desmaios dos peregrinos que acorreram ao posto de socorros, num total de 615 atendimentos.
O Santuário espera uma nova enchente para o feriado de amanhã, Dia da Assunção de Nossa Senhora, e no fim-de-semana.
A PSP de Fátima vai reforçar o policiamento e apela aos peregrinos para “seguirem as instruções” dos agentes e “não viajarem com os minutos contados”. Durante a peregrinação foi participado o furto de 15 carteiras e identificados 3 carteiristas e 3 romenos que faziam peditórios ilegais.
PEREGRINOS DÃO TRIGO PARA AS HÓSTIAS
Os fiéis que participaram na celebração final da peregrinação dedicada aos emigrantes cumpriram a tradição de oferecer trigo ao Santuário de Fátima, destinado ao fabrico de hóstias.
A oferta de trigo pelos peregrinos é um “gesto característico da eucaristia” dos dias 13 de Agosto e este ano realizou-se pela 64.ª vez.
No ano passado, os peregrinos ofereceram 5.820 quilos de trigo, que o Santuário utilizou para o fabrico de hóstias. Foram consumidas, durante o ano de 2002, 1.482.300 partículas e 19.292 hóstias.
A quantidade de trigo oferecida este ano ainda não foi divulgada, mas calcula-se que seja semelhante à do ano passado.
O trigo é levado à cabeça ou nos braços pelos peregrinos até ao cimo da escadaria e depois despejado em sacos do Santuário.
Durante a entrega do trigo, o bispo de Leiria-Fátima, D. Serafim Ferreira e Silva, saiu do altar do recinto e dirigiu-se aos peregrinos, para os cumprimentar e agradecer a dádiva.
Segundo o padre José Baptista, comentador da celebração final, a primeira oferta de trigo de que há registo ocorreu em 13 de Agosto de 1940, em que um grupo de jovens da Juventude Agrária Católica, de 17 paróquias da diocese de Leiria, ofereceu ao então bispo diocesano, D. José Alves Correia da Silva, 30 alqueires de trigo, destinado ao fabrico de hóstias para consumo no Santuário de Fátima. “Desde aquele ano, os peregrinos, não só de Leiria, mas também de outras dioceses do País e até do estrangeiro, têm vindo a dar continuidade, ano após ano, a este ritual”, explicou o padre José Baptista.
Este ano, mais de uma centena de pessoas subiu a escadaria para entregar trigo, entre as quais algumas crianças com trajes regionais, a fazer lembrar os três pastorinhos.
DEVOÇÃO NO 'ALTAR DO MUNDO'
CRIANÇAS NO ADEUS
O ‘adeus’ a Nossa Senhora de Fátima é um dos momentos mais emotivos das peregrinações na Cova da Iria e a que ninguém fica alheio. Nem as crianças. A imagem da Virgem Peregrina é colocada num andor decorado com 860 cravos, desce o altar do recinto e regressa à Capelinha das aparições, de onde só sairá na procissão seguinte. Os fiéis despedem-se acenando com lenços brancos.
ORAÇÃO CONVICTA
Os peregrinos de Fátima demonstram a sua devoção por Nossa Senhora da forma e no momento que consideram mais adequados. Os fiéis fazem as suas orações quando querem, por vezes enquanto decorrem as cerimónias oficiais. Todos querem “rezar a Nossa Senhora”, com o “coração carregado de intenções”, disse o presidente da peregrinação, D. Daniel Labille, bispo de Creteil.
TEMPO SUFOCANTE
Os peregrinos que participaram nas celebrações enfrentaram um calor sufocante, que os escuteiros e os servitas procuravam minimizar servindo água fresca e aconselhando as zonas de sombra. Prestaram serviço na peregrinação 186 voluntários, que vão permanecer na Cova da Iria até segunda-feira, já que se espera uma nova enchente no fim-de-semana alargado que se aproxima.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)