Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Fechado em casa há 18 anos está vivo e foi ao Dragão

Vivo, bem fisicamente, com um discurso normal, fluente e bem orientado. Foi assim que o Ministério Público (MP) e PSP de Santa Maria da Feira encontraram Emanuel, o homem de 38 anos fechado em casa com a mãe desde 1994. De acordo com o MP, Emanuel consultou uma psiquiatra a 29 de Junho último, no Porto, e viu o Estádio do Dragão, "o seu grande sonho". Garantiu que irá continuar com as consultas de psiquiatria.
5 de Julho de 2012 às 01:00
Homem terá ficado 18 anos fechado em casa e familiares pediram intervenção do MP
Homem terá ficado 18 anos fechado em casa e familiares pediram intervenção do MP FOTO: Francisco Manuel

Durante 18 anos ninguém viu o estudante universitário de Economia - última actividade que lhe é conhecida. Apenas conviveu com a mãe e a irmã. Na cidade, correram rumores de que estaria morto. Valdemar Vidal, familiar de Emanuel, quis saber o que se passava e pediu a intervenção do MP. "É um grande alívio saber que está bem", afirma Valdemar.

Na terça-feira, o homem aceitou receber em casa o MP para fazer prova de vida. "Apresentava-se sem quaisquer marcas visíveis de ferimentos, qualquer tipo de cicatrizes ou outro tipo de sequelas", pode ler-se no processo, a que o CM teve acesso. "Fisicamente, sente-se bem, mas como está magro não quer aparecer às pessoas", é a justificação apresentada por Emanuel para não sair de casa. Está informado do que se passa através de jornais, televisão e internet. "Toda esta situação fez com que ficasse psicologicamente bastante afectado", explica o MP.

Emanuel não autorizou ser fotografado, mas comprometeu-se a tirar nos próximos dias o Cartão do Cidadão e a mostrá-lo ao tribunal.

 

Emanuel Estádio Dragão familiares investigação PSP Ministério Público
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)