Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Fecharam duas ruas para roubar ourivesaria

Uma ourivesaria em pleno centro histórico de Santarém foi assaltada ontem ao final da tarde por quatro indivíduos de cara descoberta, que agrediram um funcionário com um pé-de-cabra e fugiram rapidamente com uma grande quantidade de ouro, num valor ainda não apurado.
29 de Novembro de 2007 às 00:00
Os assaltantes deixaram um rasto de destruição na ourivesaria situada no centro histórico da cidade
Os assaltantes deixaram um rasto de destruição na ourivesaria situada no centro histórico da cidade FOTO: João Nuno Pepino
Os assaltantes utilizaram dois carros roubados para cortar o trânsito em duas ruas próximas e uma terceira viatura para fugir. Segundo a PSP de Santarém, os dois carros que ficaram abandonadas no meio da rua são furtados e existem indicações de que o outro, ainda não recuperado, é também roubado.
“Ainda os vi a sair com os sacos às costas e a fugir”, referiu ao CM a proprietária de uma loja próxima da Ourivesaria Nazaré Ouro, contando que “as pessoas ficaram bastante assustadas, quando se começaram a aperceber do que estava a acontecer”. No interior, os ladrões provocaram danos avultados com os martelos e pés-de-cabra que utilizaram para rebentar as montras, várias vitrinas e um expositor.
De acordo com informações da PSP de Santarém, o funcionário foi agredido com um destes objectos na cabeça, tendo ficado a sangrar no chão. Foi assistido no local por elementos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e pelos bombeiros municipais de Santarém, que o transportaram ao hospital da cidade. A ourivesaria estava equipada com sistema de videovigilância e as cassetes foram levadas pelos inspectores da Polícia Judiciária que se deslocaram ao local. As autoridades dão como certo que foram quatro os indivíduos que estiveram o interior do estabelecimento, pelas 18h00, mas haverá mais cúmplices envolvidos no crime, nomeadamente os homens que conduziram os carros que cortaram o trânsito e que possibilitaram a fuga dos quatro ladrões.
Ver comentários