Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Ferido por inalação de gás em Chaves tem prognóstico reservado

Um dos dois feridos graves por inalação de gás em Chaves encontra-se com prognóstico reservado, enquanto a situação do outro homem está a apresentar melhorias, disse fonte hospitalar, este domingo, à Lusa.
9 de Setembro de 2012 às 15:10
Um dos homens terá ido ao poço, retirou a tampa de cimento e lá dentro havia uma bomba de extracção de água que libertou gás
Um dos homens terá ido ao poço, retirou a tampa de cimento e lá dentro havia uma bomba de extracção de água que libertou gás FOTO: Nuno Fernandes Veiga

Cinco pessoas morreram ao final da tarde de sábado e três ficaram feridas, duas com gravidade, em Vilela Seca, no concelho de Chaves, por inalação de gás emitido por uma bomba de extracção de água de um poço, disse fonte da GNR à Lusa.

De acordo com fonte oficial do Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, para onde foram transportados os dois feridos graves, um deles, com mais de 60 anos, encontra-se na Unidade de Cuidados Intensivos com um prognóstico reservado.

Por outro lado, o ferido mais jovem, na casa dos 20 anos, está a "evoluir favoravelmente", afirmou a mesma fonte, ficando agora sob observação e efectuando uma sessão em câmara hiperbárica ao final do dia.

Três dos mortos não eram habitantes da aldeia, apenas estavam a trabalhar: de manhã, a apanhar batatas e, à tarde, a cortar mato. Um deles terá ido ao poço, com cerca de quatro metros de profundidade, retirou a tampa de cimento e lá dentro havia uma bomba de extracção de água que libertou gás.

De acordo com moradores, o acidente ocorreu numa mina de água privada, quando três pessoas estavam a desentupi-la, e alguns residentes tentaram socorrê-las, ficando feridos.

Ver comentários