Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Ferramentas na mira dos ladrões

A loja de ferramentas da firma Eugénio & Santos Lda, situada junto ao jardim principal de São Bartolomeu de Messines, foi assaltada durante a madrugada de ontem. Os ladrões levaram uma grande quantidade de material, cujo valor deverá rondar os 40 mil euros.
8 de Setembro de 2010 às 00:30
Funcionários calculam que os ladrões tenham demorado mais de uma hora a escolher o material
Funcionários calculam que os ladrões tenham demorado mais de uma hora a escolher o material FOTO: Paulo Marcelino

Os ladrões entraram pela porta principal, que arrombaram com um pé-de-cabra. Apesar de a loja estar numa zona habitacional, ninguém deu por isso, excepto o dono, que mora por cima e ouviu barulho pelas quatro da manhã, mas não foi espreitar à janela. Fonte da gerência, que pediu para não ser identificada, disse ao CM que os ladrões foram cirúrgicos na escolha do material que furtaram, nomeadamente compressores, máquinas de soldadura, rectificadoras, rebarbadoras, berbequins, conjuntos de ferramentas e diversos tipos de chaves, baterias de automóvel, aparafusadoras, lixadeiras, macacos de roda, uma máquina de lavagem de pressão, bombas manuais de tirar gasóleo e martelos pneumáticos. Só uma chave de dinamómetros, por exemplo, custa 500 euros, e os ladrões levaram duas. "Estamos a fazer o inventário, mas deve chegar aos 40 mil euros."

"Para carregarem tanta coisa devem ter estado cá dentro mais de uma hora. Não temos alarme, mas agora vamos colocar", assegurou a fonte da empresa, acrescentando: "Isto é uma encomenda, e só pode ser um trabalho profissional."

Os ladrões ainda vasculharam o escritório, mas encontraram apenas "moedas pretas", que não levaram. O Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Silves recolheu indícios no local, ontem de manhã, e assegura a investigação.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)