Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Festa da Coca anima Monção

Dá-se o caso, este ano, de o ‘dia da santa Coca’, amanhã, ser antecedido de um feriado, que ainda por cima marca o arranque da Feira do Alvarinho. Ou seja, está tudo a postos para cinco dias de folia.
10 de Junho de 2009 às 00:30
O combate entre S. Jorge e a Coca está marcado para amanhã à tarde
O combate entre S. Jorge e a Coca está marcado para amanhã à tarde FOTO: D.R.

Mas o ponto alto é amanhã, dia em que a Igreja celebra a festa do Corpo de Deus, com Missa e Procissão do Santíssimo, e do combate entre S. Jorge e a Coca, em que o cavaleiro, que simboliza o Bem, vai tentar derrotar um peculiar dragão verde, que simboliza o Mal.

Reza a lenda que, quando o cavaleiro ganha, o ano agrícola é fértil; quando ganha a Coca, acontece precisamente o contrário e, por isso, dezenas de milhar de portugueses e espanhóis acorrem, por volta das 18h00, ao Campo do Souto, uma espécie de anfiteatro natural, para ver como correm as coisas neste combate de características medievais.

Trata-se da parte profana de uma festa profundamente católica. Aliás, o dia santo de amanhã é, para a Igreja, o mais importante a seguir à Páscoa e ao Natal, já que celebra a ‘Divina Eucaristia’, o mais sagrado dos sacramentos.

Não se sabe se há mais gente a ver a procissão do Corpo de Deus ou o combate da Coca, mas sabe--se que quem neste dia vai a Monção não perde a luta entre o Bem e o Mal. Aliás, é famosa a história de uma espanhola que ficou de tal forma impressionada com a Coca, que nem ouviu os sinos para a Missa. Quando de tal se apercebeu, exclamou pesarosa, mas convicta: "Por causa de santa Coca perdi o diabo da missa."

Quanto à procissão, marcada para as 16h30 de amanhã, realiza-se desde há mais de 600 anos e integra as cruzes e os pendões de todas as paróquias do arciprestado.

Depois segue-se o já referido combate e uma noite cheia de música, filarmónica e popular.

CINCO DIAS PARA O 'REI' ALVARINHO

A Festa do Alvarinho de Monção conta este ano com três dezenas de produtores de Alvarinho dos concelhos de Monção e Melgaço. Mas, no recinto, no centro da vila, haverá também fumeiros e outros produtos da região, num total de 110 expositores.

TERRA DE TERMAS E GASTRONOMIA

A vila de Monção é conhecida pelo Alvarinho, pelas termas e pela gastronomia, com realce para o sável, a lampreia e o anho com arroz de forno. Mas também para os fumados e para os grelhados, em destaque por estes dias.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)