Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Fica em liberdade após esfaquear pai adotivo e atacar GNR

Domingos Saleiro foi condenado a três anos de pena suspensa. Vai ter de fazer um tratamento ao álcool e receber apoio para controlar a agressividade.
1 de Março de 2014 às 17:33
Arguido, de 39 anos, a sair do tribunal, onde foi condenado a pena suspensa
Arguido, de 39 anos, a sair do tribunal, onde foi condenado a pena suspensa FOTO: Francisco Manuel

O Tribunal de Estarreja condenou ontem um desempregado de 39 anos a três anos de pena suspensa por ter esfaqueado o pai adotivo e dois militares da GNR, na Murtosa. Os dois casos não estão relacionados, mas foram julgados ao mesmo tempo. Domingos Saleiro vai assim ter de pagar 500 euros de indemnização a cada um dos guardas e submeter-se a um tratamento ao alcoolismo. Terá ainda acompanhamento e orientação psicológico e psiquiátrico para controlar a agressividade.

As agressões aos dois militares da GNR ocorreram em dezembro de 2011. Segundo a presidente do coletivo de juízes, "para a sociedade as agressões aos agentes de autoridade são mais graves do que ao cidadão comum", por isso também teve uma punição mais severa, de dois anos de prisão. A facada ao homem, de 77 anos, que o criou em casa como se de um filho se tratasse, foi sentenciada com 18 meses.

Em cúmulo jurídico, Domingos Saleiro foi condenado a três anos de pena suspensa. "Se cumprir o plano, e conseguir integrar-se na sociedade, a pena será extinta ao fim de três anos, caso contrário terá de passar os três anos na cadeia", advertiu a juíza. Durante o julgamento, Domingos afirmou que não se lembrava de qualquer das agressões, alegando que na altura estaria alcoolizado.

No entanto, em tribunal não conseguiu provar essa tese e os resultados dos testes ao álcool efetuados após esfaquear os dois guardas também deram negativo. A defesa considerou a sentença justa e não vai recorrer.

Tribunal Estarreja GNR liberdade Murtosa pai adotivo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)