Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Filha de suspeito contesta ataque a rapariga

O Ministério Público de Monchique delegou na GNR local o inquérito relativo ao alegado sequestro e tentativa de violação de uma menor de 15 anos por um homem de cerca de 53, ocorrida sexta-feira, na Estrada da Fóia, e que o CM noticiou.
15 de Fevereiro de 2007 às 00:00
Sónia Furtado, filha do suspeito, garante que o pai está inocente
Sónia Furtado, filha do suspeito, garante que o pai está inocente FOTO: Ana Palma
A queixa é contestada pelo suspeito, facto revelado ontem ao CM pela filha, Sónia Furtado, que na noite em causa festejava 32 anos no mesmo restaurante em que o irmão da menor celebrava 13. “Não é verdade que o meu pai se tenha oferecido para dar boleia à miúda. Foi o pai dela que pediu. Havia quatro menores a precisarem de boleia e eu até me ofereci para levar dois. Foi uma coincidência ela ter ido com o meu pai”, sustentou.
“A garota não apresenta quaisquer marcas de agressões. Na altura estava a chover e o meu pai diz que resolveu voltar atrás para ir buscar o pai dela, com quem tinha combinado encontrar-se para irem a um bar. Quando parou o carro, ela disse que não conseguia abrir a porta – ia no banco de trás – e o meu pai saiu para a abrir. Nessa altura, a miúda deu-lhe um encontrão e fugiu. O meu pai acha que ela se assustou, mas garante que nunca teve qualquer intenção de lhe fazer mal”, adiantou Sónia, firme na convicção da inocência do progenitor. “O único defeito dele é beber uns copos e está incrédulo e chocado com tudo o que se está a passar”, disse.
O suspeito vai, por sua vez, apresentar queixa contra o pai da menor, por agressão e injúrias de que foi alvo na mesma noite.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)