Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Filho de presidente da Câmara de Pedrógão Grande sem “memória” sobre reconstrução de casas

Processo está em fase de instrução e prossegue no dia 30, com o debate instrutório.
I.J. 17 de Janeiro de 2020 às 08:54
Valdemar Alves
Valdemar Alves
Valdemar Alves
Valdemar Alves
Valdemar Alves
Valdemar Alves
O presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, arrolou como testemunha no processo de reconstrução das casas o próprio filho, que é seu adjunto e coordenador do Gabinete Operacional de Recuperação e Reconstrução (GORR), mas esta quinta-feira Telmo Alves pouco explicou sobre a forma como as decisões eram tomadas pela autarquia, dando respostas evasivas sobre tudo o que envolvia o próprio pai.

"Não sei, não tenho memória, não consigo precisar" ou "isso era com o vereador Bruno Gomes", foi dizendo Telmo Alves, ao Tribunal de Leiria, ao longo do depoimento que se prolongou por hora e meia.

Está em causa o uso de fundos solidários na reconstrução de casas ardidas no incêndio de junho de 2017, num processo que tem 28 arguidos, entre eles Valdemar Alves e Bruno Gomes, que estão acusados de 60 crimes de prevaricação de titular de cargo político, falsificação de documentos e burla qualificada.

O processo está em fase de instrução e prossegue no dia 30, com o debate instrutório.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)