Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Filho salva pai de casa a arder

O fogo terá começado no quadro eléctrico de casa e apanhou de surpresa o homem, de 77 anos. Paulo Silva Costa estava sozinho na altura em que as chamas começaram a consumir a sua habitação, ontem às 07h30, no lugar do Real, em Vilarinho, Vila Verde. Desesperado, tentou fugir para a casa de banho, por ser a única divisão em cimento e coberta por azulejos. Por lá ficou durante uma hora, até que o filho, que tinha vindo em seu socorro, decidiu entrar por uma janela para tentar resgatar o viúvo.
24 de Dezembro de 2009 às 00:30
O filho do idoso, Paulo Salvador Costa, mostra o estado em que ficou a casa do pai
O filho do idoso, Paulo Salvador Costa, mostra o estado em que ficou a casa do pai FOTO: Diogo Pinto

"Os vizinhos ligaram-me e vim de Vila Verde para aqui em 20 minutos. Quando cheguei o meu pai estava à janela da casa de banho", lembra Paulo Salvador Costa. O pânico instalou-se pelos restantes familiares e vizinhos ao ouvirem os gritos de socorro do idoso e ao verem sair fumo negro daquela janela. "Quando eu fui buscar uma escada, parti janelas, entrei por uma e abri a porta", descreve o filho.

No momento em que Paulo entrou na casa, um bombeiro interveio e tirou o idoso. "O meu pai não falava. Notava-se que estava em estado de choque", conta.

A vítima não sofreu ferimentos, mas teve de ser levada para o Hospital de São Marcos, em Braga, devido à inalação de fumo.

O interior e o telhado da habitação, feita em pedra, ficaram totalmente destruídos. "Só se aproveitaram os móveis da sala por causa da pressão que fizemos aos bombeiros para deitar água na outra ponta da casa", recorda o filho do idoso que diz ficar eternamente grato ao bombeiro que resgatou o seu pai. "Eu ainda vou passar um bom Natal, graças a Deus, mas podia ter amanhã [hoje] um funeral", rematou Paulo.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)