Filhos menores exigem 282 mil euros ao assassino do pai

Diamantino Dinis matou, a 31 de dezembro, o primo, Emílio, com um tiro de caçadeira.
Por Tânia Rei|14.09.18
  • partilhe
  • 1
  • +
Diamantino Dinis, de 69 anos, começa a ser julgado no próximo dia 24, no Tribunal de Vila Real, pelo homicídio do primo, Emílio Peixoto Dinis, de 42, com um tiro de caçadeira, na noite de 31 de dezembro último, em Lamas de Olo, naquele concelho. Os dois filhos menores da vítima pedem, representados pela mãe e ex-mulher de Emílio, uma indemnização de 282 mil euros.

Segundo o Ministério Público, o crime ocorreu na sequência de desavenças antigas que resultaram numa discussão, horas antes, num convívio de Ano Novo na aldeia, onde tinham estado a comer porco no espeto.

Já terminada essa contenda, Emílio conduziu a carrinha até junto da residência do arguido, "tendo aí estacionado e permanecido no seu interior". Dois populares, temendo novos confrontos, dirigiram-se ao local. Um deles tentou persuadir Emílio - operário da construção civil - a ir-se embora. O homicida, apercebendo-se da presença do rival, saiu de casa de caçadeira em punho. A outra testemunha pôs-se no caminho de Diamantino, numa tentativa de acalmar os ânimos, mas, perante as ameaças de morte, acabou por se afastar.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!