Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

FISCAIS APANHAM TAXISTAS

A Inspecção-Geral das Actividades Económicas (IGAE) deteve esta terça-feira em flagrante delito três taxistas que cobravam duas e três vezes mais acima da tabela. Um deles foi ouvido durante a manhã no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, tendo saído em liberdade. Os restantes deverão ser ouvidos nos próximos dias depois de terem passado pelo Tribunal de Pequena Instância Criminal onde deveriam ter sido julgados em processo sumário. O juiz, porém, remeteu o caso para o Ministério Público onde as investigações deverão ser aprofundadas.
18 de Novembro de 2003 às 16:25
FISCAIS APANHAM TAXISTAS
FISCAIS APANHAM TAXISTAS FOTO: arquivo cm
Na sequência desta operação foram apreendidas as três viaturas e os respectivos documentos. Os taxistas operavam no Aeroporto de Lisboa e foram acusados do crime de especulação, infracção punida com prisão de seis meses a três anos.
A operação foi desencadeada com base num número significativo de queixas sobre o preço excessivo que vem sendo cobrado nas viagens de táxi, em particular na cidade de Lisboa entre o aeroporto e o centro da cidade. Segundo um comunicado da IGAE, a fiscalização vai continuar em todo o País, com especial incidência nas zonas de Lisboa, Porto, Coimbra e Faro.
O comunicado refere ainda que as vítimas são fundamentalmente turistas que se deslocam a Portugal de avião e procuram o táxi como meio de transporte para chegarem aos diversos hotéis. Desta vez, porém, os clientes foram os próprios inspectores, a quem foi cobrado acima da tabela. Um deles apanhou o táxi no Aeroporto e saiu no Hotel Fénix. Pagou 15 euros por um serviço tabelado de 12. Um dos taxistas terá passado uma factura falsa.
As duas estruturas representantivas dos taxistas – Antral e Federação Portuguesa do Táxi – condenam há muito este tipo de prática que pode levar à suspensão da actividade por dois anos.
Carlos Ramos, da Federação, diz mesmo que “em certos casos há o vício no Aeroporto de levar três ou quatro euros a mais, correndo o risco de ficarem presos”. Práticas que deixam mal todos os profissionais tal como sublinha a Antral. Florêncio Almeida recorda que vai ser colocado um painel no Aeroporto com os preços médios para algumas zonas de Lisboa e arredores. Para além de levarem dinheiro a mais pela ‘corrida’, estes taxistas são também acusados de seguirem por caminhos mais longos do que o devido e de se recusarem a fazer viagens curtas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)