Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Foge 136 km à GNR

Alertados para a condução perigosa de um homem, ocupando com a carrinha parte das duas faixas de rodagem e fazendo ultrapassagens arriscadas no IP8, perto de Ferreira do Alentejo, militares do posto de trânsito da GNR de Beja não hesitaram.
29 de Abril de 2011 às 00:30
Quatro carros-patrulha da GNR perseguiram o suspeito pelo IP8, A2, A6 e EN4 até o apanharem em Pegões
Quatro carros-patrulha da GNR perseguiram o suspeito pelo IP8, A2, A6 e EN4 até o apanharem em Pegões FOTO: João Relvas/Lusa

Largaram uma operação de fiscalização e lançaram-se numa perseguição para travar o condutor, ontem de manhã – o que aconteceu já em Pegões, Montijo, a 136 quilómetros. Daniel Alves, 41 anos e residente em Beja, confessou que estava sob efeito de uma mistura explosiva de drogas. A maioria cocaína.

"Estou alucinado. Fugi porque as viaturas da Guarda me parecem bichos", disse o condutor à GNR quando foi abordado na sua viatura, atolada num banco de areia de um caminho rural em Pegões.

A GNR foi avisada pelas 10h15 de ontem. Uma patrulha seguiu no encalce do condutor, que começou por desrespeitar todos os sinais sonoros e gestuais dos militares. O homem passou depois a conduzir em contramão no IP8 e não viu um sinal vermelho em Figueira dos Cavaleiros. Ao tomar a direcção de Lisboa, pela A2, o condutor começou a ser perseguido por mais dois veículos da GNR que, até à detenção, conseguiram evitar acidentes. Alterado, Daniel barrava as ultrapassagens dos carros-patrulha, ocupando a faixa, fazendo gestos obscenos e arremessando vários objectos como um pisa-papéis, livros e revistas. Depois entrou na A6 e saiu no nó de Vendas Novas, tendo os militares continuado pela EN4 – até à detenção em Pegões. Neste trajecto, o condutor guiou em contramão e circulou em duas rotundas pela esquerda. Transportado para o Hospital de Beja, onde fez exames ao sangue – o de alcoolemia deu negativo – o detido confessou que tinha abastecido 48 litros de gasóleo sem pagar, em Beja.

Daniel, a quem foram apreendidos objectos e duas facas, ficou em liberdade a aguardar inquérito.

perseguição GNR contramão
Ver comentários