Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Foge de bombas e arrasta vítima

Corajoso, o funcionário de um posto de abastecimento de combustível tentou impedir que um automobilista, de 25 anos, fugisse sem pagar a conta. Debruçou-se sobre o carro, mas isso não impediu o condutor de acelerar. Acabou arrastado 100 metros, ao fim dos quais caiu desamparado em plena faixa de rodagem. Sofreu ferimentos e ao automobilista, detido algum tempo depois, foi-lhe decretada a prisão domiciliária após ter sido presente a tribunal.
23 de Agosto de 2011 às 00:30
O funcionário da gasolineira que abastecia a viatura fez tudo para travar a fuga do condutor
O funcionário da gasolineira que abastecia a viatura fez tudo para travar a fuga do condutor FOTO: Pedro Catarino

A tentativa de fuga ocorreu na zona do Campo Pequeno, no coração de Lisboa, na sexta-feira. O condutor, já com cadastro policial, nomeadamente por crimes contra o património, chegou à bomba de gasolina e pediu para abastecer com 30 euros de combustível. Quando o funcionário estava a chegar ao fim do abastecimento, o homem tentou arrancar. O funcionário abriu-lhe então a porta do carro e tentou puxar o travão de mão, altura em que o automobilista iniciou a marcha.

Ao longo de cerca de 100 metros, e com o carro em andamento, a vítima foi arrastada pelo condutor, acabando por cair. O condutor foi interceptado pouco depois pela PSP e tinha na sua posse uma faca com 16,5 centímetros de comprimento.

LISBOA BOMBAS FUGA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)