Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Foge depois de matar em passadeira

Homem de 76 anos foi colhido quando ia entrar na carrinha, após comprar ração em loja.
Mónica Ferreira e Silvana Araújo Cunha 17 de Dezembro de 2016 às 01:45
A carregar o vídeo ...
atropelamento
Tomé Teixeira foi, esta sexta-feira à tarde, comprar dois sacos de ração a uma loja de produtos agrícolas na rua Divino Espírito Santo, em Duas Igrejas, Paredes. Atravessou a estrada e, quando ia a entrar para a sua carrinha, foi colhido por um automóvel.

O homem, que completaria 77 anos em janeiro, ainda foi socorrido, mas morreu no local - a cerca de um quilómetro de casa. O condutor que o atropelou seguiria num BMW preto e fugiu. Estava ontem a ser procurado pela GNR.

Tudo aconteceu por volta das 17h15. No local onde a vítima atravessou a rua existe uma passadeira, que está sinalizada, mas que foi tapada por alcatrão, durante umas obras, há cerca de quatro meses.

"Não há ninguém que se preocupe, já pedi dezenas de vezes para reporem aqui a passadeira e fui ignorado", relatou Augusto Monteiro, morador naquela via e amigo da vítima. "Era um grande homem e deixa quatro filhos", lamentou. Já Augusto Lopes, dono da loja onde Tomé Teixeira tinha estado, disse que "esta é a quinta pessoa que morre nesta reta".

O atropelamento deixou moradores e comerciantes aterrorizados. Pouco após a chegada dos Bombeiros de Lordelo e da Cruz Vermelha de Vilela, vários familiares de Tomé Teixeira estiveram no local, inconsoláveis.

"O meu sogro vinha a esta loja várias vezes ao dia. Quando vi o corpo, ele ainda tinha as chaves da carrinha na mão. Não se salvou por pouco", disse ao CM, choroso, o genro da vítima, de lágrimas nos olhos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)