Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Fogem 150 carros por dia sem pagar

"Isto está a atingir proporções absolutamente incomportáveis. Temos de fazer rapidamente alguma coisa para travar as fugas sem pagar, sob pena de se registarem falências por causa disso". O alerta é de António Amaral, vice-presidente da Associação Nacional dos Revendedores de Combustíveis (ANAREC), para quem "as fugas são hoje um problema muito mais grave do que os assaltos".
27 de Agosto de 2011 às 00:30
Revendedores de combustíveis dizem que fugas já são mais preocupantes que roubos e podem levar empresas à falência
Revendedores de combustíveis dizem que fugas já são mais preocupantes que roubos e podem levar empresas à falência FOTO: VÍTOR MOTA

Ao que o CM apurou, o número de automobilistas que fogem sem pagar subiu 15 por cento em seis meses, tendo as fugas passado de 130 por dia em Fevereiro para 150 em Agosto.

"Estimamos que quem foge abastece em média 30 euros - não atestam para não dar nas vistas -, o que representa um prejuízo mensal de 240 mil euros para a rede, que conta com cerca de 2500 bombas de gasolina.

"Posso dizer-lhe que, no meu posto, em Viana do Castelo, já levo mais de cem euros em fugas este mês", disse António Amaral, sublinhando que "nunca a situação foi tão grave".

A ANAREC vai levar o assunto à próxima reunião com o ministro da Administração Interna.

COMBUSTÍVEIS AUMENTAM NA SEGUNDA-FEIRA

O preço dos combustíveis, em Portugal, deve voltar a aumentar na segunda-feira. Após duas semanas consecutivas a baixar (o gasóleo caiu 3 cêntimos e a gasolina 4 cêntimos por litro), os preços devem voltar a subir, devido ao aumento dos produtos refinados na Europa. Segundo a ANAREC, o agravamento deve ser de um cêntimo no litro do gasóleo e dois cêntimos no litro da gasolina. Nos postos de abastecimento das auto-estradas, o litro da gasolina passará a custar 1,62 euros e o do gasóleo 1,41 euros.

FUGA COMBUSTÍVEIS GASOLINA
Ver comentários