Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

FOGO ASSUSTA CAMPISTAS

Um incêndio no Parque de Campismo da Ilha de Tavira, que deflagrou ontem ao início da tarde, destruiu oito tendas e provocou um grande susto aos utentes daquele espaço de lazer. Não se registaram feridos, apenas alguns arranhões entre as pessoas que combateram as chamas em cerca de meia hora.
O sinistro terá tido origem num frigorífico instalado numa das tendas.
25 de Agosto de 2004 às 00:00
“Tudo o que tinha dentro da tenda ficou queimado: televisão, frigorífico, rádio, leitor de CD, canas de pesca – só uma escapou – e muita roupa. Até os documentos ficaram todos queimados”, revelou ao CM António Candeias, residente do parque há seis anos, mas que há mais de 20 frequenta o espaço no Verão.
“Até uma t-shirt tive de comprar, porque estava só de calções quando tudo aconteceu”, referiu o homem de 61 anos, residente em Faro, fazendo questão de dizer que não houve pânico entre os utentes do parque e que todas as pessoas colaboraram para rapidamente fazer frente ao fogo. “É de louvar a colaboração de todas as pessoas do parque, que ajudaram a combater as chamas”, refere, dizendo que os meios existentes no local, extintores e mangueiras foram suficientes para extinguir o incêndio, que deflagrou pelas 14h00 e atingiu cerca de 50 metros quadrados do espaço, que alberga actualmente perto de mil campistas.
Ontem ao final da tarde, os serviços do parque de campismo procediam à limpeza do espaço afectado pelo fogo, que também queimou alguns pinheiros, não tendo autorizado a recolha de imagens no interior, nem prestado mais informações.
UTENTES POUCO PREOCUPADOS
Os proprietários das tendas do Parque de Campismo de Tavira que foram queimadas pelo fogo deverão ser indemnizados pelos prejuízos sofridos, já que, segundo populares, o parque tem um seguro que cobre situações como a que ontem se registou. Por isso, alguns dos utentes afectados não se mostram preocupados com o sucedido. “O mais importante foi ninguém ter ficado ferido, os bens materiais compram-se depois”, diziam ao CM. Segundo um nadador-salvador da ilha, “o fogo extinguiu-se em pouco tempo com a ajuda de todos. As bocas de incêndio existentes no parque possibilitaram que tudo se resolvesse rapidamente, assim como a ajuda de alguns bombeiros que estavam de férias no parque de campismo e que arregaçaram as mangas assim que o fogo começou”, testemunhou ao CM.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)