Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Fogo ‘destrói’ Natal (COM VÍDEO)

Árvores de Natal, bolas, fitas, luzes e estrelas acabadas de chegar enchiam até ao tecto os três armazéns de produtos chineses que foram totalmente destruídos pelas chamas entre a tarde de anteontem e a madrugada de ontem, na zona industrial da Murteira, em Samora Correia, Benavente. E terá sido mesmo o recheio destes edifícios o principal contributo para um incêndio que demorou doze horas a extinguir e outras tantas até terminarem os trabalhos de rescaldo.
29 de Outubro de 2009 às 00:30
Altas temperaturas derreteram até a estrutura metálica dos armazéns
Altas temperaturas derreteram até a estrutura metálica dos armazéns FOTO: Manuel Moreira

De acordo com o comandante dos Bombeiros de Samora Correia, Miguel Cardia, o fogo começou na terceira das cinco naves que compõem o armazém. 'Em menos de vinte minutos as chamas envolveram todo o edifício. Os primeiros bombeiros a chegar ainda tentaram entrar e fazer o ataque ao fogo dentro da estrutura, mas era impossível. A temperatura era tão alta que até as faixas reflectoras dos fatos de protecção começaram a derreter', recorda o responsável. 'Repare que as vigas metálicas ficaram dobradas, o que só acontece com temperaturas de centenas ou milhares de graus centígrados', acrescenta.

'Os armazéns estavam cheios até à boca, pois tinha acabado de chegar uma remessa de produtos de Natal que ainda não tinha sido distribuída para as lojas.' Zheng Ding Pao, o único comerciante chinês que aceitou falar com o Correio da Manhã, lamentou o sucedido. 'Estou aqui há quatro anos e nunca tinha acontecido nada parecido. Perdemos tudo. Agora não sei se vamos ter material de Natal para fornecer às lojas.'

A secção de investigação de incêndios da Judiciária de Lisboa está a investigar as causas deste fogo.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)