Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Fogo da Sertã lavra em zona de mato sem ameaçar habitações

Autarca afirmou que os meios de combate ao incêndio têm sido suficientes.
Lusa 25 de Julho de 2017 às 09:20
Incêndio
Incêndio
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Incêndio
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Incêndio
Incêndio
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Incêndio
Incêndio
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Incêndio
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Incêndio
Incêndio
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Incêndio
Incêndio
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Incêndio
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
Incêndio
Incêndio
Bombeiros combatem fogos em Mação, Sertã, Proença-a-Nova e Castelo Branco
O vice-presidente da Câmara da Sertã, Rogério Fernandes, disse esta quarta-feira à Lusa que o fogo que lavra no concelho desde a tarde de domingo se encontra numa zona "mais de mato do que propriamente de pinhal", sem ameaçar habitações.

"A situação já esteve mais calma do que o que está neste momento, mas estamos aqui com as máquinas de rasto", declarou o autarca Rogério Fernandes, perto das 18h30, indicando que o fogo tem duas frentes, localizadas no lugar de Cortes, na freguesia de Marmeleiro.

De acordo com o vice-presidente da Câmara da Sertã, não há habitações ameaçadas, pelo que não existem aldeias evacuadas nesta tarde.

Apesar de o incêndio na Sertã não estar junto de habitações, o autarca indicou que a povoação de Naves, na freguesia de Marmeleiro, "está a 500 metros" do fogo, perspetivando que os bombeiros vão conseguir controlar a situação.

"Vamos ver se conseguimos dominar com as máquinas e então fazer o rescaldo, mas o vento não está a ajudar muito nesse sentido", afirmou Rogério Fernandes.

Sem prever quando é que o fogo será dominado, o governante frisou que "é tudo uma incógnita": "O vento sopra com grande intensidade e nunca sabemos o que é que pode acontecer".

Questionado sobre se os meios de combate ao incêndio têm sido suficientes, o autarca considerou que sim.

O incêndio deflagrou na tarde de domingo no concelho da Sertã (distrito de Castelo Branco) e alastrou a Proença-a-Nova, bem como ao concelho de Mação (distrito de Santarém).

De acordo com a adjunta de operações da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar, foram solicitados dois meios aéreos a Espanha e foi também acionado o protocolo bilateral com Marrocos, mas ainda não há indicação sobre virá ou não algum reforço.

Patrícia Gaspar explicou também que não foi entretanto necessário evacuar mais aldeias, nem há estradas cortadas.

"Ontem (segunda-feira) durante a tarde e início da noite foram sendo feitas evacuações de vários locais por onde o incêndio foi passando sobretudo na zona de Mação e houve de facto várias aldeias onde foi necessário proceder a uma retirada preventiva das pessoas. Estamos a falar das aldeias de Bairrada, Eira, Envendos, Casal Velho, Quebradas, Roda. Estamos a falar de uma área vasta onde existem várias povoações dispersas", disse.

Segundo Patrícia Gaspar, parte dessas pessoas regressaram às suas casas assim que as condições de segurança foram sendo restabelecidas.

A adjunta de operações adiantou ainda que na manhã de terça-feira não havia estradas principais cortadas devido aos incêndios.

Durante a tarde de segunda-feira a A23 e o IC8 estiveram cortados. Neste momento não há indicações de vias principais cortadas. 

Segundo a ANPC, por dominar está ainda o incêndio que deflagrou no domingo à tarde na Sertã e alastrou aos concelhos de Mação (distrito de Santarém) e Proença-a-Nova (Castelo Branco).

Segundo a página na internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), às 18h50 estavam no terreno a combater o fogo 1.160 operacionais, apoiados por 360 meios terrestres e 10 meios aéreos.








Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)