Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Calor traz incêndios

Mais de 600 operacionais combateram as chamas no Norte.
Francisco Manuel 3 de Abril de 2015 às 08:06
Populares ajudaram bombeiros na tentativa de manter as chamas afastadas das casas
Populares ajudaram bombeiros na tentativa de manter as chamas afastadas das casas FOTO: José Coelho / Lusa

As chamas desceram em poucos minutos à encosta e chegaram às casas. Vivemos um verdadeiro sufoco a pensar que poderíamos perder tudo", contou ao CM Anabela Costa, uma moradora no lugar de Santo António em Valmaior, Albergaria-a-Velha.

O incêndio que ontem varreu os concelhos de Sever do Vouga e Albergaria-a-Velha teve início pelas 06h49 junto ao campo do Pessegueirense.

O vento forte provocou inúmeras projeções e as chamas ameaçaram várias casas. Uma escola em Valmaior foi evacuada. Houve aldeias em perigo. Vários bombeiros ficaram cercados, mas conseguiram escapar ilesos, após momentos de aflição. "Pedimos ajuda aos bombeiros, mas eles estavam com muitas situações difíceis e só chegaram quando o fogo atingiu a casa de um vizinho", lamentou ao CM uma moradora.

As zonas de Mouquim e Valmaior foram as mais afetadas. "Isto está um inferno e já não há mais bombeiros a quem pedir ajuda", disse, em lágrimas, Maria de Fátima ao ver as chamas aproximarem-se da sua casa.

O fogo lavrou em zonas de difícil acesso, onde apenas o helicóptero conseguia atuar. No entanto, o muito e denso fumo em várias situações impediu o trabalho dos dois meios aéreos.

Ao mesmo tempo, os concelhos de Montalegre, Viseu e Penafiel também foram fustigados pelo fogo. Em Penafiel, o incêndio foi dominado pelos bombeiros ao final da tarde de ontem. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)