Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Força mulher a sexo após cumprir pena por violência doméstica

Homem de 44 anos ameaçava, agredia e privava a vítima de contactar com familiares e amigos, em Valongo.
Ana Silva Monteiro 11 de Fevereiro de 2020 às 07:36
Abusos
Violência Doméstica
Mulher vítima de violência doméstica
Abusos
Violência Doméstica
Mulher vítima de violência doméstica
Abusos
Violência Doméstica
Mulher vítima de violência doméstica
Esteve preso durante dois anos e seis meses por violência doméstica, mas quando saiu do estabelecimento prisional - em abril de 2019 - a primeira coisa que fez foi procurar a vítima e obrigá-la a ter relações sexuais.

Além disso prendeu a mulher em casa e não a deixava contactar com amigos e familiares. O homem, de 44 anos, acabou detido a 7 de fevereiro no concelho de Valongo. Presente a um juiz de instrução criminal no Porto, ficou em prisão preventiva.

A mulher, de 51 anos, viveu verdadeiros anos de terror às mão do marido. Foi em 2017, depois de apresentar queixa nas autoridades, que o agressor foi detido e cumpriu uma pena de prisão.

Mas o tempo que esteve preso não lhe serviu de lição e quando foi solto procurou a vítima na casa que tinham partilhado, durante o tempo que estiveram casados, no concelho de Valongo, para a agredir física e psicologicamente.

Com antecedentes criminais pelo crime de violência doméstica, o comportamento agressivo do homem piorou nos últimos tempos devido ao consumo excessivo de álcool. O agressor ameaçava, agredia e privava a vítima de sair de casa e de contactar amigos e familiares. A vítima era ainda forçada a ter relações sexuais.

A queixa às autoridades chegou pelo filho da mulher, que partilhava a casa com o casal.

O agressor foi detido pela GNR e levado a um juiz. Irá aguardar julgamento no estabelecimento prisional de Custoias, em Matosinhos.
crime lei e justiça Valongo prisão questões sociais limpeza de guerra
Ver comentários