Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Forças de segurança vão receber um aumento de 10,8%

O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, disse esta terça-feira que as forças e serviços de segurança vão receber, em conjunto, um aumento de 10,8 por cento em 2013.
13 de Novembro de 2012 às 16:17
Miguel Macedo está esta terça-feira no Parlamento para debater o Orçamento para a Administração Interna
Miguel Macedo está esta terça-feira no Parlamento para debater o Orçamento para a Administração Interna FOTO: Lusa

No debate na especialidade do Orçamento do Estado (OE) para 2013 da administração interna, a decorrer no parlamento, Miguel Macedo adiantou que a PSP vai receber no próximo ano 796.9 milhões de euros, mais 13,2 por cento do que em 2012, a GNR 937.9 milhões de euros, mais 9,9 por cento.

Por sua vez, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), que este ano recebeu 85 milhões de euros, vai auferir 84.1 milhões em 2013.

O ministro afirmou que a redução do orçamento do SEF "não se traduz" em menos verbas para aquele serviço de segurança, uma vez que houve estruturas que ficaram integradas na Direcção Geral de Infra-estruturas e Equipamentos.

Miguel Macedo afirmou também que, para o próximo ano, o ministério vai gastar 57 milhões de euros para a integração de todos os elementos da PSP e GNR nos sistemas remuneratórios que entraram em vigor em 2010, promoções e actualização do suplemento das forças de segurança e do subsídio de fardamento.

Segundo o governante, o suplemento das forças de segurança vai passar de 18 para 20 por cento e o subsídio de fardamento será aumentado para 300 euros.

O orçamento do Ministério da Administração Interna (MAI) para 2013 é de cerca de 2.140 milhões de euros, representando um acréscimo de 12,3 por cento face à estimativa de 2012.

Segundo Miguel Macedo, 95,6 por cento do orçamento do MAI é orçamento de funcionamento e 83,2 por cento resulta de transferências de verbas do OE.

psp aumentos ordenados orçamento
Ver comentários