Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Forte maresia destrói marisco

A forte ondulação que ontem se fez sentir na zona de Sagres (vagas de mais de 8 metros) terá destruído “cerca de 90% dos perceves de uma vasta zona de costa”, segundo Paulo Barata e Paulo Clímaco, responsáveis da Associação de Mariscadores de Vila do Bispo e Costa Vicentina.
5 de Janeiro de 2008 às 00:00
“Temos um período de defeso de 15 de Setembro a 15 de Dezembro, quando se sabe que nos meses seguintes acontecem sempre maresias fortes, muito destruidoras.” Para os profissionais do sector “a paragem acaba por ser muito superior a três meses, por força das condições climatéricas adversas, para além de não se preservar nada, pois esta ondulação arrasta tudo o que está nas rochas, em particular os perceves.”
Os mariscadores apontam “o período de Março a Maio como o adequado para o defeso [regista-se nesse período um maior crescimento do marisco]”. “Fizemos sentir isso às entidades competentes mas, infelizmente, fomos ouvidos por pessoas com pouco conhecimento da realidade. A prova aí está...” A Associação queixa-se ainda de não fazer parte da Comissão de Acompanhamento, cuja actividade “é nula, tanto quanto sabemos.”
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)