Fragata Corte-Real em exercício "desafiante" da NATO

Comandante conta ao CM: “A força naval é impressionante”.
Por Sérgio A. Vitorino|25.10.18
É um orgulho representar Portugal num dos maiores exercícios da NATO de todos os tempos. Temos a desafiante tarefa de comando de todo o combate da guerra de superfície da força naval ‘boa’".

Valter Bulha de Almeida comanda a fragata ‘Corte-Real’, que desde esta quarta-feira está no mar do Norte, ao largo da Noruega, no exercício Trident Juncture 18, que mobiliza 50 mil militares, 70 navios e 150 aviões da NATO.

"Estamos a mostrar a força da NATO. Até porque a Rússia recentemente fez os seus maiores exercícios navais em muitos anos. A força naval que reunimos é impressionante. Parece que Trondheim [porto nos fiordes da Noruega de onde saíram esta quarta-feira] foi alvo de ocupação militar", afirma o comandante de 200 militares portugueses, entre eles um destacamento de fuzileiros e outro do helicóptero.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!