Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Fuga de dois reclusos no Ministério Público

O ministro da Justiça afirmou esta sexta-feira, em Coimbra, que o caso da fuga de dois reclusos algemados, de uma carrinha celular, no centro de Lisboa, em Janeiro, "já foi enviado para o Ministério Público".
18 de Fevereiro de 2011 às 17:54
O ministro da Justiça, Alberto Martins
O ministro da Justiça, Alberto Martins FOTO: Pedro Elias/Jornal de Negócios

"Sei que os elementos decorrentes e já averiguados" de "um processo disciplinar", instaurado pela Direcção-Geral dos Serviços Prisionais, "foram enviados para o Ministério Público", disse Alberto Martins aos jornalistas, no Governo Civil de Coimbra.

Recordando que deu "instruções ao director-geral dos Serviços Prisionais para que procedesse a um inquérito interno" ao caso, o titular da pasta da Justiça acrescentou que o assunto "está a prosseguir, com responsabilidades disciplinares, que estão a ser apuradas".

Em Janeiro, dois reclusos considerados perigosos fugiram de uma carrinha celular sob vigilância de guardas prisionais que estava estacionada próximo do Departamento Central de Investigação e Acção Penal. Na sequência deste caso, o director-geral dos Serviços Prisionais admitiu que conseguiu retirar umas algemas semelhantes às usadas nos suspeitos detidos. Também a Associação Sindical dos Profissionais de Polícia (ASPP) confirmou que as algemas distribuídas às forças de segurança são relativamente fáceis de abrir.

alberto martins coimbra reclusos fuga ministério público lisboa serviços prisionais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)