Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Funcionária judicial absolvida no Porto

Respondia por furto do cartão de multibanco de colega de trabalho.
Nelson Rodrigues 2 de Dezembro de 2017 às 09:57
Juiz
Juiz
Justiça
Juiz
Juiz
Justiça
Juiz
Juiz
Justiça
O Tribunal do Bolhão, no Porto, absolveu uma funcionária judicial, de 58 anos, que estava acusada de ter furtado um cartão multibanco de uma colega de trabalho, no interior do edifício do DIAP, em março de 2015, e com o qual, dizia o Ministério Público, tinha feito dois levantamentos num total de 380 euros.

De acordo com a sentença, o tribunal ficou com uma "dúvida razoável" e aplicou o princípio ‘in dubio pro reo’ à arguida, que atualmente exerce funções no Tribunal de Espinho.

A arguida, que foi ilibada por não se ter feito prova cabal que cometeu o crime – ninguém viu e não há imagens –, arrolou como testemunhas colegas do DIAP e dois procuradores para os quais tramitava processos com a queixosa.

Respondia por burla informática e furto.
Tribunal do Bolhão Porto Tribunal de Espinho DIAP Ministério Público crime lei e justiça tribunal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)