Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

FURTARAM OBRAS DE ARTE NO VALOR DE MEIO MILHÃO DE EUROS

A Polícia Judiciária do Porto deteve um grupo de sete indivíduos que se dedicavam ao furto e comercialização de obras de arte. O valor dos assaltos ronda os 500 mil euros.
7 de Fevereiro de 2003 às 00:00
Os suspeitos, na sua maioria mecânicos e trabalhadores da construção civil, têm idades entre os 18 e os 50 anos e actuaram nos últimos três anos sobretudo nas zonas de Fafe e de Guimarães, áreas que lhes eram muito familiares uma vez que ali residiam.

A Judiciária crê ter desmantelado uma rede organizada, uma vez que entre os detidos estão alguns conotados com a receptação dos artigos roubados. Pelo menos duas das detenções ocorreram em flagrante delito, numa altura em que dois elementos do bando se aprestavam para fugir com artigos acabados de furtar numa residência da região de Fafe. Para a acção policial foi decisiva a ajuda da GNR de Guimarães e Fafe.

O alvo do grupo eram essencialmente casas antigas, tipo solarengas, muitas delas com capelas anexas, apenas ocupadas durante uma parte do ano pelos proprietários. Situavam-se nos concelhos de Cinfães, Baião, Mesão Frio, Paredes, Fafe, Cabeceiras e Celorico de Basto, Vieira do Minho, Felgueiras e Braga
Os operacionais do grupo, por arrombamento e escalamento entravam no interior das casas e dirigiam as atenções para as peças de arte e antiguidades. A selectividade dos furtos revelou quase sempre um conhecimento “artístico” pouco consentâneo com a formação dos larápios, o que indicava estar-se perante furtos ‘encomendados’.

A PJ começou a seguir as actividades de alguns suspeitos, até os relacionar com outros indivíduos que receptavam as peças e pagavam os “serviços”. Os investigadores não têm dúvidas de que muitas das peças tiveram ou tinham como destino o mercado estrangeiro, sobretudo intermediários e antiquários de Espanha.

O valor dos furtos praticados ascende a cerca de meio milhão de euros, parcialmente recuperado nas buscas policiais.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)