Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Futuro advogado viola colega em Lisboa

PJ deteve ainda homem que agrediu e violou a ‘ex’.
Sérgio A. Vitorino 11 de Maio de 2019 às 01:30
A carregar o vídeo ...
PJ deteve ainda homem que agrediu e violou a ‘ex’.
Conheciam-se há alguns anos e reencontraram-se em Portugal. O homem, de 30 anos, e a rapariga, 23, estudam Direito, mas em universidades diferentes.

No dia 24 de abril ela pediu-lhe ajuda para um trabalho académico. Já com o plano criminoso desenhado, ele convenceu-a pelas redes sociais a ir até casa dele, em Sintra. Assim que entrou no quarto do predador, foi agredida e violada. Depois, mandou-a embora.

O homem, que não tinha antecedentes criminais, foi detido quarta-feira pela brigada dos crimes sexuais da PJ de Lisboa. Está desde quinta-feira em prisão preventiva. Além da violação brutal - em que sujeitou a vítima a diversas práticas sexuais - o homem agrediu-a até ela deixar de resistir e ainda a sequestrou. Segundo explicou ao CM fonte policial, quando o agressor terminou a violação destrancou a porta do quarto e deixou-a sair.

"Fazendo-se de desentendido", ainda se ofereceu para acompanhar a vítima aos transportes públicos. Ela recusou e foi pouco depois fazer queixa à polícia.

Num outro caso, a mesma brigada da PJ de Lisboa deteve um homem de 26 anos que agrediu, coagiu e violou a ex-companheira, de 19 anos, em Odivelas.

O casal esteve junto pouco tempo, mas tem uma filha (bebé de meses) em comum. Em finais de abril ela anunciou que queria separar-se e ele começou a ser violento.

Agrediu-a e impediu-a de ver a filha, que acabou por usar para a atrair a sua casa, onde, por ciúmes, a violou.

Não tinha antecedentes e está em prisão preventiva.
Portugal Direito Sintra Lisboa PJ Odivelas crime lei e justiça questões sociais leis
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)