Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Gang de seis leva cofre e tabaco

Um minuto e quarenta segundos bastou ao gang para roubar o cofre, cheques e uma máquina de tabaco da loja do posto de abastecimento de combustível da Repsol, na Portela de Messines. O valor do roubo supera os dez mil euros.
26 de Janeiro de 2010 às 00:30
Um minuto e quarenta segundos foi o tempo que demorou o assalto à loja das bombas da Repsol
Um minuto e quarenta segundos foi o tempo que demorou o assalto à loja das bombas da Repsol FOTO: Ana Palma

O assalto deu-se pelas 02h40 de ontem e foi captado pelas câmaras de videovigilância do estabelecimento. "Eram seis homens, encapuzados, que se faziam deslocar em duas viaturas ligeiras, uma carrinha Nissan Vanette branca e um Honda Civic bordeaux", disse ao CM José João Coelho, sócio-gerente das bombas. "Pela rapidez com que se moviam, pareciam jovens", afirmou.

De acordo com o mesmo responsável, os ladrões "arrombaram a porta de vidro da loja com uma maceta que traziam com eles". Uma vez na posse do material, o gang colocou-se em fuga.

O conteúdo do cofre e dos cheques foi avaliado por José João Coelho em 9560 euros. O do tabaco não foi apurado, mas será "significativo", pois era "uma máquina grande, de 24 marcas". A GNR de São Bartolomeu de Messines foi alertada e está a investigar o caso, tendo procedido à recolha de indícios no local e ao visionamento das imagens de videovigilância. Há suspeitas de que o gang seja o mesmo que, na madrugada de domingo, roubou outra máquina de tabaco da pastelaria Avenida Sol, em S. Bartolomeu de Messines. "O assaltou deu-se pelas 03h15, foi nessa altura que o alarme soou e testemunhas viram quatro homens, encapuzados, com uma carrinha branca", referiu um residente no local. Tal como nas bombas, a porta de vidro do estabelecimento foi arrombada.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)