Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Gang faz 370 quilómetros para assaltar Pingo Doce

Homens encapuzados e armados agrediram funcionárias e segurança para chegar ao cofre.
Liliana Rodrigues 1 de Março de 2017 às 08:27
Ladrões tentaram, sem sucesso, assaltar o Pingo Doce de Infias, em Braga, tendo agredido funcionárias e um segurança
Ladrões tentaram, sem sucesso, assaltar o Pingo Doce de Infias, em Braga, tendo agredido funcionárias e um segurança FOTO: CMTV
Fortemente armado e encapuzado, um grupo de homens irrompeu pelo Pingo Doce de Infias, em Braga, e tentou assaltar o cofre-forte do hipermercado. Funcionárias e um segurança foram brutalmente agredidos pelo gang, que fugiu sem conseguir roubar nada, na noite de 31 de agosto do ano passado. Seis meses depois, a Polícia Judiciária de Braga foi a Setúbal deter um dos elementos do grupo violento.

O ladrão, de 34 anos, está desempregado e foi apanhado em casa, na sequência de várias buscas realizadas em Lisboa e Setúbal com o apoio da Polícia Judiciária de Lisboa. Com vários antecedentes por crimes idênticos, o arguido foi ouvido durante a passada sexta-feira pelo juiz de instrução criminal do tribunal de Guimarães e acabou por ser libertado. Está obrigado a apresentações periódicas.

O assalto aconteceu já de noite, quando os ladrões, que saíram de Lisboa, a cerca de 370 quilómetros, entraram pelo parque subterrâneo. Chegaram à superfície comercial, ainda com alguns clientes, e, sob ameaça de armas, obrigaram duas funcionárias a deslocarem-se ao cofre. Queriam levar as vítimas a abrir a sala onde o dinheiro está guardado, mas a chegada inesperada de um segurança precipitou tudo.

Por ter acionado o alarme, que avisa a polícia, o vigilante foi espancado e trancado com as funcionárias, em pânico. O grupo fugiu pela circular urbana num carro topo de gama, preto, que tinham furtado em Lisboa, algumas horas antes do ataque.
Ver comentários