Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

GANG LIMPA LINHA DE CASCAIS EM DOIS DIAS

Na montra de uma das ourivesarias do centro comercial ‘Palmeiras’, em Oeiras, ainda se podia ver uma marreta. Foi um dos instrumentos utilizados pelos quatro indivíduos que na madrugada de ontem ali assaltaram duas ourivesarias.
12 de Outubro de 2004 às 00:00
Mas os assaltos na linha de Cascais não se ficaram por aqui. Nos últimos dois dias foram assaltados um outro centro comercial, um restaurante-bar e umas bombas de combustível. As autoridades estão a investigar se existe ligação entre eles.
Eram cerca de 04h00 quando Dúlio Rodrigo, 54 anos, acordou com um alarme. A sua loja no centro comercial ‘Palmeiras’ estava a ser assaltada. Depressa o ourives, proprietário há quatro anos, acorreu ao local. Mas já só viu as consequências.
Quatro encapuzados e armados tinham arrombado uma loja de móveis nas traseiras do centro comercial para assaltarem as duas ourivesarias que ali existem. “Eles sabiam o que vinham buscar. Só levaram relógios e ouro do mais valioso. A prata ficou cá”, disse o proprietário ao Correio da Manhã.
Também foi o que levaram da outra ourivesaria .“Até me levaram um anel de 17 500 euros. Souberam escolher tudo do melhor”, desabafou, ainda em lágrima, Manuel Tavares, 51 anos. O proprietário da segunda ourivesaria assaltada recorda que já foi alvo de pequenos furtos “mas tudo de amadores”. “Estes levaram-me o valor de um bom apartamento em Oeiras”, contou Manuel, ourives há 28 anos.
Fonte policial disse ao CM que o assalto foi bem planeado, até “porque cortram a rede telefónica para o segurança não chamar a polícia”.
Três horas depois quatro indivíduos aproveitavam a primeira porta que abre no centro comercial ‘Riviera’, em Carcavelos. “Entraram encapuzados e partiram a loja Kodak aos pontapés. Depois assaltaram-na num minuto”, esclareceu o administrador do centro comercial.
As câmaras de vigilância gravaram ambos os assaltos. A investigação foi entregue à PJ.
ASSALTANTES DO HONDA CIVIC
Na madrugada de domingo dois homens encapuzados entraram num restaurante-bar em Paço d’Arcos, Oeiras, e levaram cinco mil euros em dinheiro, os telemóveis e os relógios dos funcionários. Os indivíduos que ameaçaram os três funcionários com uma arma de fogo, que se veio a constatar ser falsa, roubaram também um extintor. As autoridades estão a investigar se os autores deste assalto são os mesmos que nessa tarde roubaram um carro a um casal na auto-estrada, simulando um acidente com o Honda Civic em que seguiam. Tal como o CM noticiou, o trio tentou despistar a GNR, que o perseguia, disparando um extintor. Curiosamente também foi num Honda Civic que os três jovens que assaltaram umas bombas de combustível no Estoril fugiram. Eram cerca de 06h50 de domingo quando o trio, encapuzado, abordou o funcionário das bombas da Galp, na Avenida dos Bombeiros Voluntários do Estoril, com uma arma de fogo. Depois de danificarem a porta do estabelecimento, levaram a gaveta da caixa registadora.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)