Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Gang mata e fere idosos em roubos

Umbelina Inácio, 83 anos, foi intoxicada com éter e morreu ontem no hospital, de madrugada. À mesma altura, casal vizinho era também espancado
22 de Maio de 2013 às 01:00

Um grupo de assaltantes invadiu duas casas onde vivem idosos, nas madrugadas de ontem e de anteontem – tendo provocado a morte a uma mulher, intoxicada com éter, e graves ferimentos num casal. As duas casas ficam a 800 metros uma da outra, em Chainça, Abrantes.

O primeiro ataque, anteontem de madrugada, ocorreu na casa de duas irmãs idosas. Umbelina e Maria do Carmo Inácio, de 83 e 90 anos, dormiam quando os encapuzados arrombaram uma porta e entraram em casa. A mais nova resistiu aos assaltantes e foi atacada com um pano com éter. Entrou em paragem cardiorespiratória e acabou por não resistir, durante a noite, no Hospital de Castelo Branco.

Ainda a população de Chainça procurava refazer-se do choque provocado pela morte de Umbelina Inácio, já outro ataque violento ocorria, na mesma povoação, na casa de Laurinda e Luís Pereira, de 77 e 78 anos, ex-emigrantes em França.

Pouco passava das 02h00 de ontem quando os quatro homens encapuzados entraram em casa das vítimas, numa altura em que o idoso andava a pé. Foi brutalmente agredido com um pau de vassoura e a murro e pontapé, até ficar inconsciente.

"Ficou como morto, numa poça de sangue e coberto de roupa", contou ontem ao CM o genro, Rui Gonçalves. Ao mesmo tempo, a idosa era amordaçada e as mãos amarradas, sem sair da cama. Ainda se debateu durante meia hora com os assaltantes, que entretanto remexeram tudo.

Ao que o CM apurou, roubaram um par de brincos de ouro e 200 a 300 euros ao casal idoso. Já na casa das duas irmãs, não terão roubado nada. Em ambas as situações, atuaram de madrugada, encapuzados e com luvas, escolheram idosos e foram violentos. Os dois crimes são investigados pela PJ de Leiria. 

gang crime abrantes idosos roubo morte
Ver comentários